top of page

Mulher: 8M é comemorar e lutar!

Por: Marli Ribeiro


Ao longo dos anos, o Dia Internacional da Mulher, tornou-se um momento para refletir sobre as desigualdades enfrentadas pelas mulheres em todo o mundo, bem como para reconhecer suas contribuições em diversas áreas, como ciência, política, arte, esportes e negócios. Também, apresenta-se como uma data para destacar os grandes desafios que cercam a realidade feminina: feminicídios, violência doméstica, desigualdades salariais, baixa representatividade política; menor presença em cargos de poder;


A origem dessa comemoração remonta ao início do século XX, quando as mulheres em diversos países começaram a reivindicar melhores condições de trabalho, direito ao voto e igualdade de oportunidades. A data tem suas raízes na história de movimentos operários e feministas do século XX, quando as mulheres se uniram para reivindicar igualdade de direitos.

No dia 8 de março de 1917 cerca de 90 mil operárias russas percorreram as ruas reivindicando melhores condições de trabalho e de vida, ao mesmo tempo que se manifestavam contra as ações do Czar Nicolau II. Esse evento, que deu origem ao Dia Internacional da Mulher, ficou conhecido como "Pão e Paz". Isso porque as manifestantes também lutaram contra as dificuldades decorrentes da Primeira Guerra Mundial (1914-1918).


Em 1908, nos Estados Unidos, ocorreu uma grande greve de trabalhadoras têxteis que reivindicavam a redução da jornada de trabalho e melhores condições nas fábricas. Esse evento foi um marco importante na luta das mulheres por direitos trabalhistas. Esse movimento desencadeou várias ações de luta até a chegada da primeira celebração do Dia Internacional da Mulher que ocorreu em 19 de março de 1911 em vários países europeus. Existem versões diferentes sobre a origem do Dia Internacional da Mulher. Entretanto, tanto o protesto na Rússia como a greve nos Estados Unidos tinham um objetivo comum, que era alertar sobre o estado insalubre de trabalho que as mulheres estavam sujeitas. Contudo, a  ONU no ano de 1975, escolhe o dia 8 de março por estar relacionado com a greve das operárias russas de 1917.


Hoje continuamos em busca de direitos. Comemorar é preciso, mas não apenas isso! Ainda precisamos inspirar mudanças positivas na sociedade. A data é uma oportunidade para promover o diálogo sobre questões de gênero, apoiar iniciativas que visam empoderar as mulheres e defender os direitos humanos de todas as pessoas, independentemente do gênero. Que seja urgente o movimento de renovar o compromisso com a construção de um mundo mais igualitário e inclusivo para todas as mulheres. Afinal, , o motivo de celebrar o Dia Internacional da Mulher está enraizado na busca por igualdade, justiça e dignidade para as mulheres, bem como no reconhecimento de suas contribuições para a sociedade. É resultado do esforço coletivo, de sonhos e da certeza de que, sempre será possível construir uma sociedade onde o respeito seja um valor inegociável.

8 visualizações0 comentário

Comments


bottom of page